Translate

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Dicas para escritores - Como despertar interesse em sua historia - Parte 2


Bom dia, Escritores!
Mais uma quarta feira nublada e deprimente e eu aqui pra fazer mais um post! desta vez, iremos falar do publico Juvenil, o mesmo publico que esta fazendo uma revolução literária no país e deixando alguns autores com o cofrinho recheado por todo o mundo.

Mas, porque livros Juvenis fazem tanto $uce$$o?

Ora, pelo mesmo motivo que tudo para esse publico faz sucesso: consumismo! os jovens de hoje tem sede de gastar! seja para impressionar o seu alvo amoroso com roupas de marcas ou
aparelhos de celular que pra voar falta pouco, seja pra escapar das horas tediosas de confinamento no quarto com algo que lhes distraia, e é nessa hora que você entra meu amigo! para agarrar esse jovem como leitor você precisa convence-lo de que a vida vale a pena! de que o mundo não é tão enfadonho quanto eles pensam, e isso sempre começa com um segredo!


O Segredo
Toda boa Historia Começa com um bom segredo! algo que responda a pergunta que todo jovem frustrado ja fez: Porque minha vida não é legal? porque eu não sou o cara? e isso pode ir longe...
Mundos Inteiro mantidos em segredos até hoje (Vampiros, Múmias, Dinossauros, Zumbis); Um assassinato que foi encoberto e esquecido; uma serie de eventos inexplicáveis (na maioria com explicações bem obvias e absurdas) enfim, crie vários e vários segredos durante sua trama, isso prende a atenção e desperta curiosidade suficiente para ele largar o video-game e voltar a devorar suas paginas!

Caraca, um exercito Dourado debaixo da cidade? Ah va....

Eu quero ser assim também!
Depois de Mostrar ao jovem tudo que a vida dele não é esta na hora de criar as pessoa mais foda que você pode imaginar, isso para o herói, porque o vilão só carece de ser feio e muito inteligente, alias, o herói deve ter bravura, bom coração e diversas outras características, mas não aconselho que ele seja muito astuto, senão a historia perde a graça! ele tem que ter nascido nesse mundo e conquistado um lugar ao sol meio que inexplicavelmente, mais por ser foda mesmo, e não se preocupe muito com isso, pois como ele sera apenas de apoio, basta que ele não seja um cretino!

Mas apoio? que apoio?
Agora é a hora de apresentar o personagem principal galera! Lembram-se do que falei sobre identificação na parte 1 desse artigo? o personagem principal precisa se identificar com os adolescentes que irão ler o seu livro, então é lógico que um adolescente que tem poucas
qualidades e muitos problemas ( como eu disse no primeiro artigo, quanto mais coitado melhor)
não tem base pra sustentar uma trama, ele precisa de apoio!

geralmente é usado como apoio os personagens que suprirão as carências que este individuo vai deixar na trama, sendo um adolescente boboca a trama provavelmente sentira falta de alguém: Divertido, Inteligente e Admirável. O personagem admirável escolhi falar primeiro do que o principal porque ele simplesmente sustentara a trama! é a ele quem o principal deve invejar, seguir, tentar descobrir mais sobre sua vida, sobre seu mundo, pra no final conseguir supera-lo (ou morrer, a historia é sua mesmo...)

Hermione é a inteligencia que Harry não tem, Rony é a Graça.

Agora, Se estiver a fim de economizar em personagens, pode criar o outro inteligente e engraçado, mas coloque algo que o desqualifique também, pois alguém inteligente e engraçado roubara fácil fácil a cena. E não se esqueça de que ele precisa estar presente na trama tanto quanto o principal, assim, quando surgir algum problema que necessite de inteligencia ou malandragem, coloca-lo como o testa de ferro fica mais convincente do que fazer o adolescente boboca tirar essas características de si mesmo como num passe de mágica.

Mister Lonely
Sim, não cometa o erro de achar que uma historia adolescente não necessite de um par romântico! hormonios em fúria galera! eles só pensam naquilo! Com certeza não é para transformar sua historia no manual do kamasutra (mais pra frente, quem sabe) pois haverão pais protetores de olho no conteúdo do que seus filhos tem acesso, mas acredite, uns beijinhos em momentos cruciais dão ótimos resultados. Vale até tocar no assunto sexo sublimemente, com algumas insinuações e cenas divertidas (afinal, estamos escrevendo para adolescentes) mas va com calma e sem descrições muito detalhadas, tem que ser uma coisa suave e bem familia, segue o exemplo de crepúsculo: a trama gira em torno da hora em que eles se conhecem até a hora que eles transam , mas não vemos a mocinha usando nem uma lingerie provocante que seja.

E, Finalmente, A lição final
O jovem que pegou no seu livro estava tão interessado no mundo que você criou a toa? só porque tem gente maneira e cenários bacanas? nem pensar! trate de fazer seu personagem tirar uma lição de tudo isso, de aprender a ser alguém melhor, de crescer como pessoa, afinal, ele não passara a trama inteira lutando para ser diferente? não perdeu diversas pessoas no caminho? não batalhou por tudo isso? então encerre com chave de ouro sua historia e mostre como seu personagem aprendeu a ser maneiro neném! depois é só colocar uma capa bem chamativa nas prateleiras de uma "lojas americanas" e ja era! suuuuuuuuuucessooooo!!!

Bem, estou terminando aqui mais um post de Dicas para escritores! Espero que tenham gostado do que falei e que olhem a Parte 1 - Publico Infantil para terem mais algumas dicas legais, até semana que vem com a parte 3 sobre publico adulto, beijos da Tóia!